sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

O COVARDE

De tanto sofrer desisti dos meus amores, afinal porque amor tinha que se alinhar com a dor? 
Pensando assim, preferi a mim. Desisto das dores, dei adeus aos meu amores. E descobri que 
viver sozinho não é assim tão chato, posso escrever no blog quando quiser, posso ir a festa quando quiser, 
posso fazer o que quiser, pensar o que quiser.
Só não posso mesmo sorrir para alguem, pensar em alguem, ter alguem, planejar alguem, esperar alguem, torcer por alguem sabendo que assim torcerei por mim também.
Ora, quem se importa ? De que adianta conversas longas no telefone? Pensar que roupa ela vai gostar, o que você vai falar? Nada disso vale a pena, o amor não vale a pena.
Porque acordar pensando em alguem? 
Tomar café, almoçar, e ir dormir pensando em alguem? 
Enviar carta, receber carta, pra que isso serve? 
No final tudo acaba. E se tudo acaba é melhor que nem comece.
Não me faço feliz, eu sei, mas já estou acostumado comigo, com meu jeito, meus defeitos, alem do mais... não há como terminar comigo mesmo, assim nunca terei que me desacostumar de novo. 
De tanto sofrer desisti dos meus amores, afinal porque amor tinha que se alinhar com a dor?

Um comentário:

  1. Parabéns Lucas, a cada dia que passa o seu blog fica mais legal.

    ResponderExcluir